Controlando o Ambiente de Trabalho – Procedimentos de Entrada

Controlando o Ambiente de Trabalho

Ter um ambiente de trabalho livre de problemas exige por parte do Banho & Tosa ou mesmo do Hotel um procedimento rígido com relação aos seus clientes.

Nada pior que um cliente receber em casa seu animal com pulgas, carrapatos ou até pior, doenças infecto-contagiosas.

Mesmo quando isso ocorre e não ocorre na empresa, ela é sempre uma candidata a ter o dedo apontado como causadora do problema.

Procedimento de Recepção

Algo muito importante é ter um processo inicial de avaliação de cada animal. Sempre que possível e viável, essa avaliação deveria ser feita por um veterinário.

Quando isso não é possível, o ideal é que o animal venha acompanhando com uma atestado de saúde emitido recentemente por um veterinário.

Quando Aplicar um Checklist

Mesmo com um atestado de saúde, não impede do Banho & Tosa ou do Hotel/DayCare tenham seu próprio checklist de entrada.

Obviamente efetuar um checklist complexo e demorado pode consumir um tempo demasiado de um Banho & Tosa ou mesmo de um DayCare, por exemplo. Entretanto para um Animal que chega para uma hospedagem de mais longo prazo, é praticamente obrigatório.

No caso dos serviços diários (Banho & Tosas ou DayCares) o ideal é que esse checklist seja feito no primeiro atendimento. Dessa forma é possível ter uma idéia da qualidade do cuidado do tutor.

Se o animal apresenta muitos problemas nesse checklist inicial, será muito importante que checklist’s sejam realizados para o animal de forma recorrente. Esse processo vai garantir à empresa alguns itens:

1) Detecção precoce de problemas: Antes mesmo do trabalho ser iniciado, será possível informar ao proprietário eventuais problemas e, em conjunto com ele, tomar as devidas medidas para sanar o problema.

2) Evitar contágio do Ambiente: Em caso de detecção de ectoparasitas, será possível tomar medidas para isolar o ambiente, rejeitar o animal ou efetuar um tratamento de eliminação desses ectoparasitas.

Montando um Checklist

O Checklist deve ser o mais abrangente possível. A observação das condições da pele, olhos, dentes, pelo, etc. Vacinas e Vermífugos devem estar em dia, etc.

Efetuar esse checklist irá consumir entre 5 e 10 minutos e cabe ao avaliador registrar devidamente o que ele observa.

Nada impede que o checklist possa ser alterado ao longo do tempo, resumindo ou ampliando, de acordo com a necessidade.

Seguro

Obviamente, mesmo com o procedimento, problemas podem ocorrer, mas as chances se reduzem drasticamente com um processo rígido de controle.

Se um animal chegar em casa com pulgas, carrapatos ou mesmo vier a ficar doente poderá acionar o Banho & Tosa ou Hotel judicialmente. Mas provavelmente vai comentar essa experiência nas Redes Sociais, causado um prejuízo enorme à imagem da empresa.

Conclusão

Manter o ambiente seguro para os animais reduzirá drasticamente as chances de problemas. Mas cabe a cada empresa adotar esses procedimentos. Ele não é complexo, mas incluir ele no dia a dia poderá ser.

Esses procedimentos podem e devem ser informados aos clientes. O SistemaPET poderá ajudá-lo a montar e registrar esses checklist`s.

Os clientes percebem esse cuidado com a saúde de seus animais e irá gerar maior fidelidade do mesmo.

Eduardo Antunes

CEO do SistemaPET, Criador desde 1997. Bacharel de TI pela UFPEL 1998. Especialista em Marketing Digital.