domingo, junho 23, 2024
Gestão

5 Raças de Cães Mais Difíceis de Criar

Criar cães de raça é extremamente desafiador, como já falamos, é uma atividade de tempo integral e que envolve muitos riscos. Logo criar cães é indicado para quem realmente gosta de animais. Pensando nisso elaboramos a lista com as raças mais difíceis de criar e que são um desafio monumental para o criador.

Hoje em dia são centenas de raças e escolher um raça para criar é uma tarefa muito complexa. Já escrevemos várias vezes sobre o tema. E, nesse artigo, elencamos, as 5 raças mais difíceis criar. Por conta disso não estamos falando em ter um ou outro exemplar, mas em ter um plantel e gerenciar um programa de melhoramento e reprodução.

Levamos em consideração os seguintes itens:

  1. Custo inicial: Qual o investimento total para montar um bom plantel e uma boa infraestrutura. Quanto maior o investimento, maior será a dificuldade.
  2. Manejo Diário: Convívio entre os animais. Se tem muito problemas em viverem juntos. Exigem banhos regulares. Os banhos são difíceis e demorados, etc.
  3. Facilidade na Reprodução: Quanto maior o índice de cesárias e inseminações, facilidade de prenhez, fertilidade das cadelas, etc.
  4. Mercado: Valor de venda do filhote, facilidade em vender, conhecimento do mercado sobre a raça e reputação da mesma.
  5. Saúde: Quantidade de Exames necessários, quantidade de doenças que afetam regularmente a raça, etc.

Pensando nisso, nós fizemos uma pesquisa com 120 criadores de 48 raças diferentes. De acordo com suas respostas, elaboramos um rankings das raças mais desafiadores para serem criadas.

Reforçando que estamos falando de criação e não de tê-lo como leigo e proprietário.

Vamos lá!

5) Basset Hound

Estreamos a lista das 5 raças mais difíceis de criar com o o grande, longo, baixinho e orelhudo (isso não é bulling!)  Basset Hound é uma raça encantadora. Mas guarda seus desafios.

Montar um plantel e uma estrutura adequada para lidar com esses cães não é uma das tarefas mais fáceis. Como a quantidade de criadores no país não é muito grande, você acaba tendo poucas opções para montar um bom plantel. Logo, muito dificilmente vai conseguir ter padreadores e matrizes de qualidade do dia pra noite.

A opção de comprar um cão adulto é muito mais difícil, além dos desafios que já escrevemos em outro artigo.

Outro aspecto é que não são cães de colo, logo, exigem seu espaço para terem o conforto adequado. Além disso eles exigem companhia, seja humana ou animal, caso contrário começam uma cantoria alta e constante até ter alguém com eles.

O Manejo diário também exige alguns cuidados, embora sejam cães de pelo liso, são pesados e lentos. Qualquer manejo com eles exige força. Logo, o preparo físico deve estar em dia!

4) Rottweiler

O mais popular cão de guarda do Brasil não é dos mais fáceis para serem criados.

Primeiro grande desafio é a montagem de um espaço adequado. Por ser um animal de grande porte, exige um espaço significativo para gastarem suas energias. Mesmo não tendo um nível de atividade muito alto.

Logo, ao contrário de raças pequenas, criar Rott’s em apartamentos ou pequenas residências não será nada indicado.

O manejo diário também é dificuldade por não serem uma raça que ficam juntos sem supervisão. E se ocorrerem conflito entre eles, separá-los não seria uma tarefa fácil.

Sem contar os custos mensais em alimentação são bem significativos. Ao alimentar um Rott, seria o mesmo, em termos de quantidade, de alimentar vários spitzs alemães anões, por exemplo.

Com relação à saúde, embora depois de adulto seja uma raça rústica, com relação aos filhotes, são muito sensíveis. Logo, uma atenção deve ser redobrada quando filhotes. Esse é um dos principais motivos pelo qual o Rottwaeiler está entre as 5 raças mais difíceis de criar.

Como toda a raça grande, a atenção às displasias nunca pode ser deixada de lado.

3) Bulldogue Francês

Também no roll de raça popular. Ter um ou dois buldogues franceses é muito diferente de ter uma criação desses orelhudinhos.

O principal desafio enfrentado pelos criadores é a reprodução. Você irá, quase sempre, auxiliar do início ao fim do acasalamento. Desde a inseminação, acompanhamento veterinário e o parto, que muitas vezes é cesárea, é necessária muita atenção. Depois do nascimento, é fundamental um acompanhamento pelo criador até os filhotes atingirem uma idade maior para evitar acidentes.

Outra enorme desafio é o início. Montar um plantel de animais de qualidade é um desafio. Você até pode saber que existe uma grande quantidade de criadores, mas nem sempre é barato e rápido ter animais de qualidade e saudáveis rapidamente.

Dependendo do espaço e das condições, o manejo diário pode ser mais trabalhoso. Ter um bom espaço para gastarem energia é importante para se manterem saudáveis e bem. Geralmente convivem bem uns com os outros, embora uma supervisão seja sempre aconselhada.

2) Chow Chow

O Chow Chow é um desafio para poucos.

Hoje em dia a montagem de um bom plantel vai exigir um investimento significativo, fora que a infraestrutura deverá se atentar fortemente à climatização do local.

É uma raça que consome uma quantidade de ração significativa e que não pode ser deixada em mantilha sem supervisão sob riscos de conflitos entre eles. Alguns exemplares nem podem ficar juntos, caso contrário o conflito é certo!

A manutenção do pelo é trabalhosa. Embora não se dê banhos semanais, quando eles são necessários exige-se uma boa quantidade de tempo e produtos. A tosa, quando feita, exige um tempo significativo para ser completado.

Em termos de saúde, é uma raça que exige controle de displasia e entrópio. Deve-se cuidar muito com a temperatura do ambiente para que eles não super aqueçam.

A reprodução também é bem trabalhosa e não é nada raro precisar de auxílio do início ao fim. Cesarianas são muito comuns, assim como inseminações. Sem contar que para ter uma boa variedade genética, muitas vezes é necessário recorrer a padreadores fora do canil.

O mercado também não é dos maiores e a raça também sofre um pouco com um preconceito promovido pelos criadores ou proprietários que reproduzem cães da raça pouco confiáveis. O valor de um bom filhote melhorou significativamente nos últimos anos, mas ainda assim, praticamente não recompensa o esforço hercúleo de criar esses belos cães.

1) Bulldog Inglês

Bem, o campeão de nossa lista das 5 raças mais difíceis de criar não poderia ser diferente, o Bulldog Inglês é um desafio para poucos.

Junte tudo que falei nas raças anteriores e aplique ao bulldog inglês.

A montagem de um plantel é algo difícil, caro e complexo. Encontrar bons criadores dispostos a vender animais de qualidade é raro. O investimento será alto por exemplar. Encontrar animais dentro de uma linha que seja compatível, ou seja, não seja muito aberta nem muito fechada, será um desafio. É um cão de médio a grande porte, logo, vai exigir uma infraestrutura adequada e não pode-se esquecer da climatização adequada.

A Reprodução é outros desafio enorme. Ainda mais do que os 2 anteriores, a regra é quase sempre inseminação, acompanhamento pré-natal, cesariana e acompanhamento constante após o nascimento.

O manejo diário também é difícil. Você somente pode soltá-los sob supervisão para não disputarem atenção ou território. O investimento de ração também é significativo, pois são cães de mais de 20 quilos. Assim como o Basset, levantar um animal desses para uma limpeza ou avaliação de saúde, exige preparo físico.

Por fim a saúde sempre merecendo atenção diária. Problemas de pele, articulares, oculares, da boca, enfim, o criador de bulldog tá sempre prestando atenção redobrada em cada animal por sinais de algum problema. Assim consegue manter uma qualidade melhor no plantel e nos filhotes nascidos.

Conclusão das Raças Mais Difíceis de Criar

Já falamos sobre como escolher uma raça para criar. Mas realmente, se você deseja criar uma dessas 5 raças, tenha em mente que os desafios serão ainda maiores.

Bem,  o que você achou? Concorda? Discorda? Quais as raças mais difíceis de criar para você? Deixe aqui nos comentários, Assine nossa newsletter e Siga-nos nas Redes Sociais para não perder nenhum conteúdo!

Eduardo Antunes

CEO do SistemaPET, Criador desde 1997. Bacharel de TI pela UFPEL 1998. Especialista em Marketing Digital.

One thought on “5 Raças de Cães Mais Difíceis de Criar

Fechado para comentários.