Mercado de Filhotes está Encolhendo?

O Mercado de Filhotes está sob risco de ser seriamente afetado pelos nossos políticos e suas ideologias ditatoriais.

Como já falamos anteriormente, estão querendo tirar o direto da população escolher se desejam adquirir um pet de raça. A primeira lei que retira o direito de escolha do cidadão já foi aprovada na cidade de Santos. E outros vereadores estão querendo tirar esse direto das pessoas em outras cidades também.

A alegação, conforme já foi abordado, é evitar o abondono por parte de pessoas irresponsáveis ou os maus tratos praticados por algumass poucas pessoas. Com isso proíbe-se a criação desse animais de forma irrestrita, retira o direito da população de optar por ter um animal de raça e promove, a médio e a longo prazo, um impacto extremamente negativo no mercado pet nacional.

Como Funciona Mercado

Uma das regras máximas de mercado em geral diz que se há demanda, alguém vai atendê-la. E não importa o preço! Com o mercado de filhotes não seria diferente.

Temos muitos exemplos em qualquer sociedade, desde os livros proibidos na idade média, passando pelo consumo de álcool nos EUA dos anos 30 até as drogas nos dias atuais. Por maior que seja a repressão, se há interessados no produtos e interessados em atender essa demanda o comércio irá ocorrer.

Quando isso ocorre, geralmente vemos 2 fatores ocorrendo, o aumento da violência e a corrupção dos agentes fiscalizadores. Em todos os casos citados e em todos da história, isso ocorre. Sai o cidadão de bem e entra o bandido.

Imagine o que irá acontecer aos criadores de bem se forem proibidos de criar. Imagine uma pessoa inescrupulosa que poderá ver um lucro fácil em um filhote de cão ou gato. Afinal, com a oferta sendo reprimida pelo estado, o valor dos filhotes irá ir para as alturas. A criação irá valer muito a pena para esse tipo de gente. E com certeza eles não estarão preocupados com o bem estar deles.

Elitização

Da mesma forma como em outras proibições, quem serão impactados serão as pessoas com menor poder aquisitivo. Ou seja, ter um pet de raça será exclusividade da elite.

Hoje temos milhares de criadores de animais de raças, mas com uma proibição extensiva, esse número seria fortemente reduzido. Os que iriam persistir ou os novos integrantes iriam ver o valor dos filhotes dispararem, mesmo sob o riscos maiores.

Dessa forma, comprar um filhote seria uma atividade muito mais arriscada para o comprador e a indicação de alguém de confiança iria ser uma forma mais segura para o comprador ter seu filhote. Logo, pessoas poderia se especializar em localizar e vender os filhote, algo análogo ao traficantes.

O Mercado de Filhotes está Diminuindo ?

Uma das grandes preocupações dos criadores é se esse movimento está de fato afetando a procura por animais de raça. Haja visto o estado de pavor e apreensão que o meio dos criadores vive atualmente.

Algumas pessoas pouco informadas que dizem defender a causa animal comunicam que a procura por filhotes de animais de raça está diminuindo. Mas isso não trata de mais uma fake news desse tipo de pessoa que se acha melhor que os outros e que acredita que tem o direito de ditar aos demais o que eles podem ou não podem comprar!

Fizemos uma análise utilizando o Google Trends com palavras chaves envolvendo filhotes desde de 2010. Escolhemos 5 raças populares para avaliar: shih tzu, yorkshire, pinscher, bulldog e golden. Assim dá para verificar a perda de popularidade de uma ou outra raça, mas no geral a busca por filhotes de animais de raça está longe de reduzir.

Sem contar que o gráfico também atravessa a grave recessão que o país atravessou. E mesmo assim a procura sempre foi muito significativa e manteve o crescimento.

Evolução da procura

As entidades cartoriais somadas também registram um aumento constante nos registros. Embora um ou outro cartório registre um declínio, a soma dos principais entidades representam um aumento significativo.

Além disso novos cartórios de registro de raças continuam a aparecer, indicando que o mercado ainda está em expansão.

Conclusão

Portanto, fica evidente que essa vontade de ter um cão de raça não foi afetada pela vontade desses poucos em cercear o direito de escolha da população e pelo direito delas criarem seus pets. O mercado de filhotes continua aquecido.

Logo, se o criador que estiver com alguma dificuldade em vendas e critica a essa lei ou as outras propostas não está se atentando a realidade. As pessoas continuam a procurar cada vez mais por filhotes de animais de raça.

Estamos aqui para ajudar o criador a aproveitar essa vontade que todos temos de ter um animal saudável e da raça que mais se encaixe no seu dia a dia e nas suas necessidades. Confira nossas dicas para ser melhor nas vendas, Contate-nos agora e Assine o SistemaPet.

Eduardo Antunes

CEO do SistemaPET, Criador desde 1997. Bacharel de TI pela UFPEL 1998. Especialista em Marketing Digital.

2 comentários em “Mercado de Filhotes está Encolhendo?

  • 20/09/2019 em 17:23
    Permalink

    Oq está encolhendo e o cérebro desses malditos proteloucas.

    O bom é que os recursos capitados por eles tbm estão encolhendo, pois o povo está acordando, o povo começou a diferenciar o criador ético do mal criador.

    Resposta
  • 27/09/2019 em 17:56
    Permalink

    A procura não diminuiu. Mas há um receio maior entre os bons criadores de anunciar suas ninhadas. Acredito que isso já está gerando um reflexo na venda. As vendas da maioria dos criadores com quem converso diminuiu muito. Aparecem mais pessoas dizendo que conseguiram um preço baixo em filhotes. Esse alarde todo já está dando espaço para mais criações menos criteriosas.
    No serviço de adestramento constantemente há busca do serviço para exemplares de procedência duvidosa.

    Resposta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *