5 Dicas para Faturar Mais e Gastar Menos

Reduzir Custos e Faturar Mais é uma atividade que qualquer pessoa ou empresa procura fazer para ter uma vida mais tranquila ou aumentar os lucros.

Quando falamos de criação, algumas pessoas associam essa idéia a maus tratos. Entretanto, como já vimos, ir por esse caminho resulta em prejuízo financeiro.

Elencamos cinco ações que farão com que o criador consiga reduzir os custos dos principais items que impactam a criação e como faturar mais e aumentar significantemente as receitas.

Ração

Disparado o maior custo recorrente da criação! A Ração, dependendo da criação, pode representar 60% do valor recorrente mensal! Logo, a gestão dela é extremamente importante para a saúde financeira do criador.

A quantidade de fabricantes de ração de alta qualidade no Brasil é baixa, o que deixa os criadores vulneráveis a aumentos constantes e a um valor alto nas rações de boa qualidade.

Portanto, qualquer vantagem nesse item, pode representar um enorme impacto no final. Por exemplo, se um saco de ração custar R$ 200 e o criador conseguir um desconto de 5%, estamos falando de R$ 10. Se ele compra de forma recorrente e mensal 5 sacos, estamos falando de R$ 50 e no final do ano será o total de R$ 600! Logo, qualquer pequeno valor de desconto, representará um enorme ganho ao final.

A dica é procurar um representante da ração e evitar compras no varejo (no pet, no super, agora,..). Por mais que o fornecedor seja parceiro ou amigo, ele terá de recolher impostos da operação, logo, automaticamente, o valor será maior. Só o ICMS gira em torno de 10 a 20% dependendo do estado!

A venda pelo representante evita um dos intermediários e pode representar um ganho bem significativo para o criador. Assim como a compra por maiores volumes. Desde que você tenha um bom local para estocar, vale muito a pena.

Se desejar se aprofundar nesse assunto, confira nossos outros artigos sobre o tema.

Machos na Criação

Os Machos geralmente são as estrelas do criador! Não é comum vermos eles nos materiais promocionais, na capa do face, nos anúncios de ninhadas, etc. Entretanto eles são uma fonte de custos e a rentabilidade dele e gerado pelo número de ninhadas que consegue produzir.

Nesse ponto, se o criador tiver poucos machos, a variedade genética pode ficar reduzida. Logo, ter poucos machos pode reduzir as opções do criador.

Por outro lado, uma quantidade muito grande deles, trará custos significativos ao criador que não serão cobertos e irá gerar uma pressão no orçamento do criador.

Dessa forma, o ideal é ter uma boa relação machos por fêmeas, ou seja, algo como 1 macho para 5,6,7,… fêmeas. Havendo ainda a opção, quando for o caso, de ter machos externos como opções.

Às vezes é preferível fazer uma co-propriedade com familiares, amigos ou até mesmo clientes de forma que eles cuidem dos machos e que o criador possa utilizá-los quando necessário.

Campanhas em Pista

Alguns criadores dizem que criar é um hobby… como vimos, em 99% das vezes não é um hobby, é um negócio que, para poucos, pode dar prejuízo. Mas com certeza campanhas caras nas exposições são sim um hobby.

Você verá alguns argumentos que dizem que ter o animal #1 de uma determinada raça valoriza o criador ou os filhotes. Se o objetivo do criador é vender para outros criadores, não há dúvida nenhuma que o criador vai faturar mais. Mas de uma forma geral, a grande maioria dos leigos, que compram a grande maioria dos filhotes, essas conquistas não fazem tanta diferente a ponto de pagar pelo investimento feito.

Campanhas longas para as raças mais concorridas na imensa maioria dos casos não são bancadas pela venda de filhotes e sim por outras fontes de receita do criador. Dessa forma, isso se consiste em um hobby. O que é diferente do animal ter um ou outro título, que geralmente são muito mais baratos de se obter e pode trazer um diferencial ao animal, se utilizado corretamente no marketing.

Veja mais o que falamos sobre Exposições.

Marketing e Venda

Não é incomum vermos criadores que não investem absolutamente nada em marketing e vem para as redes sociais reclamar da pouca procura. O Marketing geralmente é um dos primeiros itens que alguns criadores cortam quando dificuldades financeiras aparecem no horizonte.

O problema é que sem um marketing eficiente e ativo, as vendas se tornam mais difíceis e competitivas. O criador começa invariavelmente a competir por preços e aí os problemas podem rapidamente se avolumar e a situação financeira poderá ficar muito ruim.

Algumas ações de marketing podem ser muito baratas, mas vão envolver tempo do criador. Como aprender a tirar boas fotos dos animais e filhotes, publicar de forma recorrente nas redes sociais, escrever sobre a raça, etc.

Logo, em momento algum o criador deve reduzir o investimento em marketing. Mesmo sem ninhada, é importante ele criar o seu público e fazê-lo sempre estar engajado e envolvido nas suas ações. Dessa forma, quando os filhotes vierem, a venda já foi venda aí é só faturar mais pelo filhote.

Além disso, ter um bom processo de venda ajuda muito depois que o cliente entra em contato. Ter um bom script de venda será fundamental para ter uma conversão em vendas legal.

Fatura Mais na Venda à Prazo

Algumas grandes redes de varejo se notabilizaram por parcelarem seus produtos em uma quantidade significativa de parcelas. Dessa forma elas se tornaram quase uma empresa de crédito do que empresas de varejo.

Com a concorrência das startups financeiras, a possibilidade do criador também tirar proveito dessa estratégia se tornou realidade. Para um criador organizado, ele poderá oferecer o parcelamento ao cliente e ganhar esses juros que, ao final, poderá faturar mais de 20% sobre a venda. Logo, é muito mais fácil falarmos que um filhote custa 250 a parcela do que 3 mil.

Ter uma recorrência em recebíveis também irá trazer maior segurança financeira ao criador, pois ele irá receber mesmo nos meses sem filhotes vendidos. Dessa forma ele consegue se planejar e se organizar de uma forma muito mais fácil.

O SistemaPet oferece essa possibilidade ao criador, para saber mais clique aqui.

Conclusão

Esperamos que essas dicas sejam valiosas e permitam ao criador faturar mais e gastar menos!

Algumas são de fácil implementação outras podem exigir um esforço e tempo até serem plenamente implementadas. Mas com certeza poderão trazer muitos frutos ao criador.

Ser criador é trabalhosos e envolve muito esforço, se pudermos colaborar para que esse trabalho seja melhor recompensado financeiramente, estaremos trabalhamos para isso!

O SistemaPet pode colaborar na organização financeira do criador, além de auxiliar no processo de venda e marketing para o criador. Acesse e Confira.

Eduardo Antunes

CEO do SistemaPET, Criador desde 1997. Bacharel de TI pela UFPEL 1998. Especialista em Marketing Digital.