Ração: Controlando o Maior Custo do Criador

O Peso da Ração na criação

A Ração é um dos itens mais caros na manutenção de um animal, não importando o tamanho. Portanto ter um controle rígido sobre esse item pode gerar uma economia significativa no dia a dia da criação.

Além do mais, devido aos prazos de entrega, gerir efetivamente quando a ração irá faltar poderá ser crucial para que não falte e o criador tenha de comprá-la a preços maiores.

A Compra do Fornecedor

O primeiro item que o criador deve procurar é pelo distribuidor. Na maior parte das vezes os criadores tem um bom acesso ao fornecedor, pois a maioria das grandes fábricas possuem planos de criadores que dão descontos por volumes de compra.

A compra por volume geralmente já são mais baratas e, em muitos casos, existem bonificações de acordo com o volume comprado.

A compra em pet’s ou lojas serão sempre mais caras, pois a incidência de impostos acabam onerando a operação.

Logo, procure qual o representante mais próximo e que atenda sua região. Se não houver, cogite em mudar a ração.

Consumo da Ração Premium

As fábricas vendem as rações premium como sendo mais eficientes e, por isso, mais econômicas. Mas o criador costuma comprovar? Além disso, dentre as premiums, qual a mais eficiente?

O controle de consumo de um criador, pode fazer a diferença entre um bom resultado financeiro ou um enorme prejuízo. Saber de fato o quanto é consumido por mês é fundamental para controlar o item de maior impacto no resultado final do mês.

Se você tiver um plantelzinho de 10 animais e o consumo entre uma ração e outro for de 50 gramas/dia por animal, ao final do mês, a diferença será de 15 Kilos! Em um ano 180 Kgs!!! Agora veja o quanto em dinheiro estamos falando! E ambas podem ser premium!

Gerindo o tempo do novo pedido

A maioria dos fornecedores necessitam de, no mínimo, 3 dias para efetuar a entrega e em alguns casos esse prazo pode chegar a 15 dias dependendo da região do criador. Logo, ter o planejamento correto de quando fazer o pedido pode ser fundamental para evitar problemas.

Quanto maior o tempo entre o pedido e a entrega, maior o risco do criador ficar sem ração por um tempo. Logo, o planejamento deve ser feito com muito cuidado.

Sem contar que o criador deve contar com uma margem de segurança, afinal, imprevistos podem ocorrer com as fábricas também. Já houveram muitos casos em que as fábricas tiveram problemas para efetuarem as entregas (greve, softwares, perda de pedidos, etc).

Um saco de ração pode ser 50% mais caro se comprado em um Pet Shop próximo!

Controlando o financeiro

Alguns criadores não fazem controles financeiros por alegarem serem hobby. Entretanto ninguém quer gastar dinheiro a mais quando não necessita, logo, o controle da ração deve ser feito com um cuidado!

É possível efetuar esses controles com planilhas ou caderninhos, entretanto qualquer alteração pode ser complicada e essas ferramentas geralmente não geram um bom histórico.

O SistemaPET permite que o criador saiba qual a estimativa de tempo que o estoque de ração irá durar. Além disso consegue registrar o consumo médio por animal.

Dessa forma é possível identificar qual a ração mais eficiente.

Além disso, como também é possível registrar eventuais problemas de saúde, o criador poderá saber quantos problemas de saúde tiveram durante o período em que a ração era fornecida.

Até mesmo com a produtividade das fêmeas é possível relacionar, assim como o ganho ou perda de peso dos animais. Acesse e Confira.

Conclusão

Controlar de forma eficiente o consumo e o custo-benefício da alimentação pode permitir ao criador investir mais na criação ou ter um retorno financeiro melhor.

Afinal ninguém quer gastar mais com uma ração que não entrega o que promete e ainda custa mais que as outras, certo?

Eduardo Antunes

CEO do SistemaPET, Criador desde 1997. Bacharel de TI pela UFPEL 1998. Especialista em Marketing Digital.