O Veterinário na Vida do Criador

Veterinário faz parte do dia a dia de um Criador, principalmente se ele mesmo não for um. Logo, a relação com esses profissionais é um ponto extremamente fundamental para o sucesso da criação.

É impossível ter uma criação sem que exista um médico veterinário atendendo, ocasionalmente que seja, os animais do criador. Portanto, vamos falar um pouco sobre esse relacionamento e o que saber procurar para ter um bom atendimento.

Percepção dos criadores

Alguns Criadores mais experientes provavelmente terão muitas histórias sobre problemas com Veterinários. Esses problemas podem ser vários e, nos casos mais graves, os erros podem ter gerado a morte de animais. Infelizmente não é difícil encontrar esses relatos.

Vários dirão que até mesmo evitam buscar o atendimento deles por não haver confiança. Outros dirão que os veterinários só querem dinheiro. Enfim, algo muito similar ao que alguns dizem sobre criadores.

Infelizmente, os relatos de problemas são mais comuns do que deveriam. Se isso reflete a qualidade geral média dos atendimentos, é difícil avaliar. Mas com toda certeza existem muitos profissionais de alta qualidade no mercado.

O lado do veterinários

Por outro lado, também é comum ouvir relatos de veterinários informando sobre problemas nos filhotes oriundos de criações. Ás vezes totalmente infundados, mas outras vezes, com razão.

Filhotes que chegam com doenças infecto-contagiosas, problemas genéticos claros e já manifestados, etc.

Também não é muito difícil encontrar veterinários com histórias assim sobre seus atendimentos.

Conflitos

Essas generalizações tendem a gerar conflitos entre as duas classes que devem viver em harmonia e mais, colaborando para complementar o bem estar dos animais.

O criador tem muito a ganhar com veterinários que conheçam o dia à dia das criações. E os veterinários poderão ganhar muito, conhecendo mais a fundo, as características e especificidades das diversas raças existentes e como melhorar o seu próprio atendimento.

Já vivemos num mundo cada vez mais conflituoso, logo, todos os esforços devem ser feitos para que uma boa comunicação entre os lados se estabeleça e florença.

Escolhendo um Veterinário

Ganhar a confiança de um Criador é algo bem difícil. Primeiro porque ele não é um leigo no que tange a animais. Qualquer criador, mesmo um novato, já viu muitas coisas e tem uma boa experiência em detectar sintomas (vômitos, manqueiras, pele ressecada,..), em realizar tratamentos (dar medicações prescritas, acompanhar os resultados,…), em prestar toda a assistência aos seus animais (limpar curativos, escovar, monitorar melhoras,…).

Portanto, ao conversar com um Vet, o papo poderá ser mais profundo. Dessa forma os dois podem trocar idéias e melhorar o diagnóstico e tratamento.

Às vezes um Veterinário que também é criador, poderá ser uma opção extremamente interessante para o criador.

Hoje em dia é cada vez mais comum a especialização veterinária. Entretanto, numa criação, ter um veterinário responsável de qualidade será a melhor forma de identificar e orientar as devidas especialidades que devem ser consultadas.

Um bom veterinário não é aquele que sabe tudo! Mas aquele que sabe que não sabe tudo e está sempre disposto a aprender cada vez mais e orientar na busca do melhor diagnóstico e tratamento. Que vê no criador uma oportunidade de crescimento e parceria. Que vai pesquisar e agregar valor para o seu trabalho. Ele pode ter 1 ou 50 anos de profissão, não importa!

Valores

Ter um veterinário de confiança e de qualidade não tem preço. Da mesma forma, para o veterinário, ter um cliente recorrente e que sempre irá chamá-lo para os atendimentos também não tem valor.

O Criador ganha tranquilidade, reduz os custos e riscos com tratamentos errados e tem um parceiro de confiança no manejo e na saúde dos cães. Será um parceiro que poderá até mesmo avaliar riscos e benefícios de acasalamentos, protocolos vacinais eficientes, melhoramento reprodutivo dos animais, etc.

O Veterinário ganha um cliente fiel que pode estar sempre presente em atendimentos, além de poder aprender muito com um plantel de cães de diferentes raças.

O veterinários também pode ver o resultado de seus tratamentos e o acompanhamento em diferentes animais de uma mesma raça e observar e aprender muito sobre elas.

Não é incomum que os valores cobrados pelo veterinário seja inferior aos aplicados para os demais clientes. Pois geralmente o criador não é só um cliente fiel, mas um cliente presente. Pode estar sempre tratando um idoso, aplicando vacinas, fazendo cesárias ou inseminações, etc. Logo, ter um estímulo financeiro o fará cada vez mais presente.

Segredo do Sucesso

O grande segredo do sucesso na relação Veterinário x Criador está na ordem:

1) Comunicação
2) Comunicação
3) Comunicação

Essa comunicação deve ser franca. Levando em conta que a decisão das medidas veterinárias são do Veterinário e no que tange ao manejo, do Criador. Mas com uma comunicação sincera e franca, a qualidade das informações para que a melhor decisão seja tomada são muito maiores.

Se o criador achar um valor alto, deve ter a liberdade de questionar. Se o criador não seguir a orientação médica, o Veterinário deve ter a liberdade de “puxar a orelha”! A relação deve ser de fato, franca e aberta.

Conclusão

Portanto, procure conversar com os Veterinários próximos a você, veja qual realmente está disposto a ser parceiro na sua criação.

Obviamente haverão custos, mas será um investimento na sua própria criação. E obviamente avalie o resultado desse investimento. Se o Criador não ficar mais tranquilo e os animais melhor cuidados, procure outro.

Não existe um grande criador de animais sem um grande veterinário auxiliando-o. Isso é fato! Portanto, se ainda não tem, comece a procurar o seu Agora!

Eduardo Antunes

CEO do SistemaPET, Criador desde 1997. Bacharel de TI pela UFPEL 1998. Especialista em Marketing Digital.