Três Pilares para Vender seu Filhote

Três Pilares para Vender seu Filhote

Muitos Criadores reclamam das dificuldades em vender seu filhote, mas geralmente o culpado pelo baixo desempenho é sempre relegado a fatores externos: competição com outros criadores, perseguição por parte de protetores, distância dos grande centros, etc.

É verdade que com um baixo desempenho da economia, a procura tende a cair, logo, se torna fundamental ter um processo de venda muito eficiente. Nesses momentos é que a organização faz toda a diferença.

Competidores

Sempre houveram leigos que tiram ninhadinhas e vendem por valores baixos. Antigamente os anúncios eram nos jornais impressos locais. Agora é no OLX ou Redes Sociais.

Também sempre houveram outros bons criadores vendendo seus filhotes e competindo de forma direta.

Distância dos Grandes Centros sempre estiveram aí no passado e ainda havia muito mais dificuldades no envio de filhotes.

O que pode parecer mais novo é a perseguição dos protetores em uma Rede Social. Mas estamos falando apenas de um canal de divulgação, existem vários outros canais para anunciar.

Logo, culpar esses agentes pelo baixo desempenho nas vendas é o caminho mais fácil, mas será mesmo que são eles que estão interferindo?

Autocrítica

Uma autocrítica que o criador deve fazer quando avalia seu desempenho é: Eu costumo olhar esses lugares onde anuncio? Eu me encanto com o que vejo? Eu compraria se visse algo como eu publico? Eu compraria se o criador falasse comigo como eu falo com os interessados?

Mas, se mesmo que o criador responda sim para todas as perguntas, é importante ter outras opiniões sinceras. De amigos, familiares, etc. Que sejam honestos e dêem o feedback necessário.

Propaganda, Produto e Papo

O primeiro passo a avaliar é onde o criador costuma anunciar? O seu público está lá? O anúncio chama a atenção?

Anunciar no lugar certo é o primeiro passo para informar o cliente que você está com filhotes. O anúncio também deve ser interessante. Deve despertar a curiosidade ou desejo de conhecer mais sobre o filhote.

O Anúncio tem as informações que são importantes e que estimulam a entrar em contato?

As fotos dos filhotes, algo extremamente importante no mundo digital, são boas? São claras? Estão focadas? Estimulam o interessado a adquirir o filhote? Eles conseguem demostrar a beleza dele e até mesmo dos pais?

Demonstrar o Filhote de maneira clara, com informações precisas e fáceis, fotos nítidas e individuais é um fator de extrema importância para que a última etapa da venda ocorra, o Papo.

O Criador costuma conversar com o interessado? Procura saber quem ele é? Ou no primeiro momento manda um texto pronto com todas as informações e espera que ele compre? Informa o preço de cara, sem nem perguntar o nome ou dar um bom dia?

Conhecer e orientar é algo fundamental para que o criador consiga vender seu filhote. As vezes o interessado pergunta por doação, mas se o criador for um criador com um bom papo, pode identificar que o cliente é capaz de pagar e cuidar bem do filhote. Se ele não for, poderá descartá-lo de maneira educada.

Como já falamos nesse artigo, conhecer o cliente é fundamental para aumentar as taxas de sucesso na venda. Portanto, quando o criador é chamado, deve conversar sobre aquilo que mais gosta, de cachorro! O preço será um item na conversa. Se você usar as dicas que demos, será uma venda bem encaminhada.

Evolua Sempre

Foque no que dá resultado. As vezes algum processo de mudança pode não fazer sentido ou mesmo desagradar o criador num primeiro momento. Mas se ele der resultado, se aumentar a visibilidade, as vendas, a qualidade do cliente, etc. É isso que vai importar no final do dia.

Portanto, se as vendas estão difíceis. Analise seu processo. Se for o caso solicite ajuda! Provavelmente o problema está com o próprio criador!

Logo uma mudança será necessário. Não é sábio esperar um resultado diferente fazendo sempre a mesma coisa. Mude, analise o resultado e planeje a próxima mudança. O sucesso está na mudança!

Eduardo Antunes

CEO do SistemaPET, Criador desde 1997. Bacharel de TI pela UFPEL 1998. Especialista em Marketing Digital.